O que simbolizam as luvas brancas

Ao revestir as mãos com as luvas, o Obreiro demonstra já conseguir perceber a igualdade genuína, que implica o nivelamento completo, porque a maneira peculiar de agir está na mesma condição para todos os Maçons e, assim, as mãos calejadas do operário tornam-se tão suaves quanto as mãos do intelectual, do advogado, do médico, do engenheiro. Tal como estes, igualam-se pelo uso uniforme das outras peças do vestuário.

                Pelo princípio analógico, o uso do Luvas Brancas está contido nas palavras proferidas previamente ao ingresso no Templo, para que os Obreiros iniciem os trabalhos.

                Esta proposição lembra o ato praticado pelos Mestres Eleitos na lenda da construção do Templo de Salomão, quando eles calçaram luvas de peles brancas, para demonstrar que suas mãos estavam limpas e puras, ou que eram inocentes do fato punível, narrado na mesma lenda. A simbologia das luvas também é apresentada na Cerimônia de Iniciação, quando é feita a entrega das luvas brancas ao Neófito.

                Portanto, as luvas simbolizam a pureza e a candura, virtudes que envolvem o caráter do Maçom. Por isso que este deve carregar consigo sempre a pureza de pensamento e na intenção, nas palavras e na atuação em todas as causas. Pela mão direita se dá com finura a mesma inocência de sentimento.

Trechos do capítulo I – Item O que simbolizam as luvas brancas, do Livro Virtude e Verdade – Graus Simbólicos, do autor Luiz Fachim