Aumento de Salário

Diz-se aumento de salário à passagem de um grau para outro, tanto no simbolismo quanto nos corpos filosóficos.

Contudo, possui outras interpretações como o aumento de premiação espiritual pela assiduidade às sessões da Loja.

O perfeccionismo maçônico decorre desse aumento, que pode ser designado como acréscimo e conhecimento.

O aumento de salário decorre da passagem de grau a grau, após um determinado período de frequência e exames que, no passado, para aprendizes, era de três anos e para os companheiros de sete. Atualmente esse período ficou restrito a um ano, de modo que um maçom diligente em dois anos alcança o mestrado.

O maçom não deve se preocupar com o recebimento do salário, mas sim com fazer jus a esse recebimento.

Mais importante é conhecer o grau em uma amplitude maior que trocar de avental ou de coluna.

A assiduidade é a parte principal para o acréscimo de salário; a diligência no preparo das peças de arquitetura e o cultivo do amor fraternal são complementos indispensáveis.

O maçom deve ser ativo, pertinaz e aplicado.

Assim, galgará as posições hierárquicas aspiradas.

Trechos do Livro Breviário Maçônico, do autor Rizzardo da Camino