A Espada

A espada é um instrumento usado pelos maçons; embora com aspecto de arma, o principal meio de defesa dos antigos cavaleiros, quando ainda eram desconhecidas as de fogo; não se poderia conceber a existência de armas dentro de um templo.

A origem da espada como instrumento maçônico nos vem da construção do segundo templo por Zorobabel, sob a proteção do rei Ciro da Pérsia.

O apóstolo Paulo deu outra função à espada, dizendo que a língua é uma espada de dois gumes, pois tanto pode ferir a si mesmo como a outrem.

A justiça é representada por uma espada, todos sabemos que a justiça é um poder desarmado.

A espada simboliza a consciência, quem a maneja deve estar alerta para não agredir nem ferir.

Há no Rito Escocês Antigo e Aceito um determinado grau em que o maçom, portador de uma espada, a desembainha e antes de segurá-la em riste, beija sua lâmina, em uma demonstração de que está empunhando um instrumento de paz e não de agressão.

O maçom deve zelar e controlar a sua palavra para que não se converta em uma espada de dois gumes.

O equilíbrio e a prudência devem guiar aquele que maneja a espada.

Trechos do Livro Breviário Maçônico, do autor Rizzardo da Camino